São Gonçalo - Rio de Janeiro

Fotos em geo-aqui.blogspot.com.br/São Gonçalo - Rio de Janeiro

-Nome: São Gonçalo

-Localização: Na América do Sul, no Brasil, na região Sudeste. Município brasileiro do Estado do Rio de Janeiro.    Localizado a 22º 49' 37" de latitude sul e 43º 03' 14" de longitude oeste.

-Adjetivo pátrio: Gonçalense.

-Altitude:  Dezenove metros.

-Área territorial: 249,142 km2

-Clima: Tropical litorâneo, com chuvas de verão (convecção). Na estação verão a temperatura atinge 41ºC e no inverno as temperaturas podem ser abaixo de 17ºC, devido a Massa Polar Atlântica de origem da Argentina.

-Fronteira: Cidades de Niterói, Maricá e Itaboraí.

-Fundação: Em 22 de setembro de 1890.

-Hidrografia:

-História: - Século XVI: Em meados do século XVI a região era habitada pelos indígenas tupinambás e a maior

                   concentração  dessa  população  era  no  bairro  de  Itaoca, próximo  ao  litoral  (Baía de Guanabara).

                   Com a Confederação dos  Tamoios, no  litoral  fluminense, os  índios  se  uniram  aos  franceses para

                   expulsar os  portugueses, mas com a vitória e colonização portuguesa,  muitos índios foram mortos  e 

                   escravizados. Outros migraram para  o município de Cabo Frio.

                   - Em 1567: Ocorreu a dizimação dos tupinambás durante a  administração do capitãomor Estácio  de

                   Sá.

                   - Em 1860: Trinta engenhos  de cana de açúcar  exportavam através dos portos de Guaxindiba, Boaçu, 

                   Porto Velho e Pontal. São Gonçalo contava, até o século XX, com cerca de doze portos que exportavam

                   produtos do estado do Rio de Janeiro.

                   - Em 1890: Em 22 de setembro de 1890  o distrito de São Gonçalo foi elevado a  vila  e município, atra-

                   vés do Decreto Estadual 124.

                   Com a nova divisão territorial no estado doRio de Janeiro, o distrito de itaipu foi cedido ao município de

                   Niterói. E, atualmente,  são cinco distritos: Ipiiba, Monjolos, Neves, São Gonçalo e Sete Pontes.

                   - De 1940/1950: Surgia a Manchester Fluminense   nas  décadas  de  1940 e 1950, com numerosos  e

                   grandes fábricas e indústrias que foram instaladas em  grande  escala, tornando-se  o município  com o

                   mais importante parque industrial do estado do Rio de Janeiro.

                  - Em 1925: Em abril de 1945 a Cia. Brasileira  de Usinas  metalúrgicas  e, posteriormente,  incorporada

                  ao grupo Hime (no bairro de Neves). A infraestrutura compreendia uma escola  primária, uma escola  de

                  corte e costura, campo de futebol do metalúrgico (incentivando o esporte no município) e vilas operárias.

                  O grupo desenvolvia as atividades de fundição, cerâmica e produção de  fósforo  da  marca  SOL. Atual-

                  mente, a área pertence ao Gerdau.

                  - Em 1941: Surgia a Fábrica de Artefatos de Cimento Armado (paralelepípedos e meiosfios em  feverei-

                  ro de 1941. Em outubro desse ano surgia Indústrias Reunidas Mauá voltadas à produção de vidros e por-

                  celanas. E no mês de novembro foi instalada a Cia Vidreira do Brasil. Foi a primeira no Brasil e a  maior

                  na América do Sul, destinada ao fabrico mecânico de vidro plano, voltada à exportação para  países  co-

                  mo : África do :Sul, Egito, Índia e República popular da China. Com a mudança de proprietários, recebeu

                  o nome de Vidrobrás e, atualmente, Electrovidro.

                  - Em maio de 1942: Instalada a Fábrica de Fogos Santo Antonio.

                  -Segunda Guerra Mundial: No período da Segunda Guerra Mundial, São Gonçalo tornou-se solo  fértil  ao

                  desenvolvimento.

                  Com o Governo de Excelência  do prefeito Joaguim de Almeida Lavoura, alavancou à  urbanização,  rea-

                  lizando calçamento  das principais vias, ligando Niterói a Alcântara. Lavoura governou São  Gonçalo  por

                  três vezes: de 31 de janeiro de 1955 a 20 de janeiro de 1959, de 31 de janeiro de 1963 a  30  de  janeiro

                  1967 e de 31 de janeiro de 1973 a 12 de agosto de 1975.

                   - Em 1973: A indústria de conservas de peixe Coqueiro projetou-se nacional  e  internacionamente e  em

                  1973 a Quaker Oats adquiriu a fábrica, levando-a em liderança no mercado.                                                            

-Idioma: Português brasileiro.

-Infraestrutura: -Terminal Rodoviário em construção (2012) no bairro de Alcântara.

                         - Transporte terrestre: Atualmente a ligação de São gonçalo com os outros municípios é através de

                            ônibus, sendo as empresas principais: Coesa,   Rio Ita, Mauá, Rio Ouro, Viação Asa Branca e

                            Viação Galo Branco.

                         - Transporte marítimo: Ocorre na rota Itaoca e Ilha de Paqueta (Rio de Janeiro).

                         - Educação: Faculdade de Formação de Professores da UERJ (Universidade do Estado do Rio                            de Janeiro) que representa o maior polo especializado do Estado em formação de professores.

                           No bairro Gradim encontra-se o Polo da Universidade Aberta  do  Brasil, através  do  Consórcio

                           Cederj, que oferece cursos da UFF (ciências da computação e matemática), da UFRJ  (química

                           e física) e da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (administração e turismo).

                         - Saúde: Hospital Estadual Alberto Torres - Bairro Colubandê

                                         Hospital Luiz Palmier (municipal) - Bairro Zé Garoto

                                         Hospital Infantil Darcy Silveira Vargas -  Bairro Zé Garoto

                                         Hospital Santa Maria - Bairro de Alcântara                             

-Moeda: Real.

-PIB: Em 2009 - R$9.610.000,860 (Fonte IBGE).

-Per Capita: R$8.327,65 (Fonte IBGE/2008).

-Pontos mais elevados:

-População: Em 2011 foi de 1.008.064 habitantes. É a segunda cidade mais populosa do Estado do Rio de Janeiro, décima  sexta  mais  populosa  do  país  e  integra  a  Região  Metropolitana  do  Rio  de  Janeiro e, respectivamente, o Grande Rio.

-Relevo:

-Religião: Catolicismo e protestantismo  predominam no município.

SAIBA MAIS, acessando: www.saogoncalo.rj.gov.br , clique na Página Inicial e, em seguida, clique em Cidades. São nove links disponíveis.

 

ENTREVISTA

Participação especial do sr. Felisberto  Silva

Por: Tânia Silva

 

A paisagem geográfica décadas de 40 (final) e 50 (início).

 

 

1- Quais os  meios de transporte utilizados pelos gonçalenses?

     Eram os bondes e trens. Em relação aos  bondes, havia as linhas  rodo de  Alcântara ao  rodo  de São Gonçalo,  Alcântara via   Niterói  e  São  Gonçalo  via  Niterói. Os   bondes   acabaram   em   1962,  mas  o   prefeito  Joaguim  de  A.  Lavoura   estabeleceu   a   permanência  de  um  bonde  fazendo  o  trajeto  rodo  de  São Gonçalo  via  Alcântara. Era   bonde  elétrico, mas   único  bonde   permaneceu   aproximadamente  três meses. Os bairros  localizados próximos às vias principais receberam ônibus na década de 50.

 

2- O que o sr. pode falar sobre o calçamento de ruas?

     As   ruas   eram  demasiadamente  esburacadas,  principalmente,  a via  Porto Velho,  em  no  bairro Porto da Madama, os ônibus quase desapareciam, já que algumas crateras tinham, aproximadamente, três metros de profundidade.

 

3- Como era o abastecimento de água potável?

    Os  moradores,  principalmente  os  que  residiam  em  áreas  mais  elevadas, eram  servidos pelo bondepipa. Nessa operação, caso viesse o bonde de passageiros, esse deveria se dirigir ao desvio, esperar  o  bondepipa  fechar  a  água  e  se retirar, a  fim  do  bonde de passageiros continuar a sua viagem.

 

4- Qual o horário do trem?

     Ele fazia viagens duas vezes de manhã e duas vezes à tarde.

 

5- Havia quantos desvios?

    Eram três: o de Cel. Serrado, de Dona Zizinha e do Pita. Havia sinalização nos postes, ou seja, era realmente iluminado com controle de tráfego.

 

6- As mudanças eram realizadas de que forma?

    Através do bonde de carga, ou seja, no último vagão, em que animais e até pessoas viajavam.

 

7- Em relação a agricultura, quais cultivos o sr. pode destacar?

     Os pomares de laranja e goiaba, plantio de cana-de-açúcar e extensas hortas em todo município. inclusive nos terrenos via av. Kennedy,  da Estrela do Norte (Clube Mauá) até direção a prefeitura, havia horta.